Ataques na Noruega mudam debate imigratório na Europa

Posted on 28/07/2011

0


Do UOL:

Menos de uma semana após os ataques da Noruega –que deixaram ao menos 76 mortos– começaram a aparecer evidências de mudanças no debate sobre o islã e a direita radical em um continente traumatizado, segundo o “New York Times”.
Políticos começaram a questionar de discursos inflamados sobre o debate da imigração na Europa, o que ajudou a alimentar a ascensão de políticos de extrema-direita na Europa nos últimos anos.


Tragédias como a da Noruega são capazes de mudar a opinião pública, pois ações violentas de um terrorista ou de um homicida dificilmente podem ser atribuídas a partidos políticos não violentos.
Membros de partidos da extrema-direita na Suécia e na Itália foram condenados por apontar o multiculturalismo como causa do ataque. Um membro do partido francês de extrema-direita da Frente Nacional foi suspenso por ter elogiado o atirador.

Um ex-ministro do premiê italiano, Silvio Berlusconi, defendeu os atos de Anders Behring Breivik, que matou ao menos 76 pessoas em um duplo ataque na Noruega na última sexta-feira (22).
No entanto, há vozes dissidentes. O líder do Partido Social Democrata na Alemanha, Sigmar Gabriel, disse ao serviço de notícias alemão nesta quarta-feira que uma tendência à xenofobia e o nacionalismo na região tinha culminado nos ataques na Noruega.
Em uma sociedade em que o sentimento anti-islâmico é tolerado “naturalmente, à margem da sociedade, vão existir pessoas loucas que se sentem legitimadas a tomar medidas duras”, disse Gabriel.
Uma evidência clara da mudança no tom da discussão nesse estágio inicial pode ser a forma como partidos anti-imigrantes estão controlando seus membros. Jacques Coutela, membro da Frente Nacional na França, foi suspenso por ter chamado o terrorista norueguês, Anders Behring Breivik, de “ícone”. Ele substituiu com uma denota dizendo que denunciava as ações de Breivik.
Além disso, especialistas em terrorismo da União Europeia (UE) e Noruega realizarão amanhã uma reunião extraordinária em Bruxelas para falar sobre o duplo ataque perpetrado na Noruega no fim de semana passado.
A porta-voz de Interior do bloco europeu, Michele Cercone, explicou que a UE convidará as autoridades norueguesas à reunião, na qual os ataques serão analisados e os ministros poderão compartilhar informações e “debater a radicalização, a xenofobia e o extremismo na Europa”.
Prisões de membros de grupos da extrema-direita também estão ocorrendo por toda a Europa em resposta ao duplo atentado na Noruega.


Leia mais aqui.
Anúncios
Posted in: Sem categoria