Premiê canadense vai ao banheiro e só volta com exigência atendida

Posted on 09/08/2011

0


O premiê do Canadá, Stephen Harper, causou constrangimentos na diplomacia brasileira nesta segunda-feira, ao exigir uma mudança no cerimonial e só se dirigir ao salão para o almoço com a presidente Dilma Rousseff depois de atendido.

Os discursos e brindes, comuns neste tipo de evento, podem ser tanto antes quanto depois do almoço. Dilma prefere que seja depois, mas Harper fez questão que eles fossem realizados antes de os convidados começarem a comer no encontro de ontem. Ele não explicou os motivos.

Ele já tinha irritado assessores e diplomatas no Palácio do Planalto, avisando que falaria a jornalistas canadenses ali mesmo, quebrando a regra de que essas entrevistas ocorrem sempre no Itamaraty.
Como o lado brasileiro negou o pedido, Harper já chegou ao Itamaraty, para o almoço, demonstrando mau humor e exigindo a inversão dos brindes. Trancou-se então no banheiro privativo do ministro Antonio Patriota, enquanto aguardava uma resposta.
Aturdidos, os diplomatas brasileiros não sabiam o que fazer, se atendiam a um desejo da presidente brasileira ou se rendiam ao capricho do visitante canadense.
Só quando confirmaram que ele seria atendido é que Harper se dirigiu à sala Brasília, onde ocorreu o banquete, com salada de palmito, galinha-d’angola e “delícia de abacaxi”. Os brindes são feitos com vinhos nacionais.
Apesar de a Embaixada do Canadá se dizer surpresa com essa versão, a Folha confirmou a história com diplomatas que estiveram no almoço e se solidarizaram com a aflição dos colegas do cerimonial para resolver o impasse.
O almoço foi marcado para às 13h, e a agenda seguinte da presidente foi a posse do ex-chanceler Celso Amorim como novo ministro da Defesa, já de volta no Planalto.

Anúncios
Marcado:
Posted in: Sem categoria