Sobre trolls e seus criadores

Posted on 07/10/2011

0


Escreve muito bem.  Tem um texto que concatena adequadamente as ideias e é, por isso, com justiça reconhecido como um bom redator e um bom autor.
Mas mantém, segundo consta, um exército de trolls para perturbar e agredir seus adversários.  Aliás, adversários que trata como inimigos.  Fidalgais.
Um desses trolls me “esqueceu” porque o tenho exposto nas tentativas de agressão.  Diago Henrique herdou várias características de seu troll antecessor, o Xeléleu.
Evidentemente que não parece ser muito ético utilizar-se de trolls para atacar quem quer que seja.  Mas a mediocridade de quem se esconde atrás de personagens criados com fins torpes termina se tornando manifesta também nos espaços assinados.  A mesquinharia de quem se utiliza de trolls se manifesta também na manifestação de alguém que é capaz de se utilizar da morte de Steve Jobs para agredir um desafeto.  E se o desafeto acabou de publicar uma pesquisa na capa daquela que é, talvez, a mais importante revista científica – a Nature?  Isso pode ser reconhecido como inveja?  Utilizar uma morte com esse fim é necrofilia?

Alex who?

Anúncios
Marcado:
Posted in: Alex Medeiros